Notícias

BELLOTA, DE LEGAZPI PARA O MUNDO

A equipa comercial da Bellota sempre ao lado da distribuição de materiais de construção, com a sua presença em feiras, eventos e diversas demonstrações de produto. Da esquerda para a direita: David Masip, especialista do utilizador, Javier Muela, delegado da zona centro, Andrés Mendigacha, responsável pelo canal profissional, Salvador Mas, delegado da zona levante, e Bienvenido Calvo, diretor comercial.


BELLOTA, DE LEGAZPI PARA O MUNDO

 

A história da Bellota é a história da superação e do esforço baseados num modelo de entender as coisas bem feitas


A BELLOTA é um tributo às florestas de Guipúscoa, onde os carvalhos abundam e cuja madeira se usava para a obtenção de carvão vegetal na ferraria. Famoso pela sua madeira dura e resistente, o carvalho e o seu fruto (a bolota), simbolizam a qualidade, a dureza e a resistência inigualável das ferramentas da marca. Enquanto outros punham por marca nomes de lugares ou de família, Patricio Echeverría, fundador da Bellota, optou por uma marca que transmitisse uma mensagem: resistência; e conferiu-lhe um valor: qualidade.

Presente em mais de 120 países, a BELLOTA fabrica cerca de 20 milhões de unidades de ferramentas por ano, tem no seu haver 11 marcas registadas, 18 000 referências e uma força de trabalho de 1400 pessoas. Esta é a carta de apresentação da Bellota, um projeto que começou com Patricio Echeverría no ano de 1908.

A origem da BELLOTA centra-se nos produtos agrícolas, mas atualmente o negócio diversifica-se também pela divisão de Ferramentas para os utilizadores da construção, da jardinagem e do calçado de segurança.


Fiel a uma trajetória inicial


A Bellota põe sempre o utilizador no centro da sua estratégia. O que fazia nas suas origens é algo que continua a fazer, mas agora de uma forma mais personalizada. No plano de marketing da empresa, a BELLOTA trabalha um conceito a que chamou "radares do utilizador". Este conceito foi muito bem explicado pelo presidente da Bellota, Pablo Izeta, numa entrevista concedida ao L'informatiu, através deste exemplo: num primeiro círculo encontramos um pedreiro que usa umas determinadas ferramentas, que são as suas ferramentas e não as empresta a ninguém. Num segundo circulo, também tem outras ferramentas, mas são da equipa, isto é, não são tão pessoais e partilham-se. E por último, temos um terceiro círculo que são as ferramentas de especialidade. Com estes três círculos, a BELLOTA deteta as necessidades do utilizador em todas e cada uma das várias fases de uma obra.  

O compromisso para com a qualidade e a inovação na gestão, orientados sempre para a satisfação do cliente, das pessoas e da sociedade, foram sempre os pontos fundamentais na trajetória da empresa. Um dos aspetos que caracterizam os produtos da BELLOTA é que foram desenvolvidos a partir das necessidades dos profissionais. Partindo desta premissa, cada região, cada país, cada atividade tem as suas particularidades e, neste sentido, todos os projetos se estudam e analisam para o seu posterior desenvolvimento. Para tal, além do melhor produto e de um vasto catálogo, a BELLOTA oferece planos para os pontos de venda, formação a equipas de venda, ações promocionais e catálogos personalizados.

 

Um produto que marcou a trajetória da empresa

 

Talvez a colher de pedreiro seja a ferramenta que melhor define a filosofia, o caráter, o trabalho e a história da empresa. É uma ferramenta onde se controla todo o processo de produção para garantir a qualidade final do produto. Para o profissional que a usa, mais que uma ferramenta, a colher de pedreiro torna-se uma "colega" que está sempre ao pé dele e que nunca se empresta a nenhum colega de trabalho. É uma ferramenta muito pessoal, e cada profissional tem a sua forma de a usar e gastar. Por este motivo, em cada zona de Espanha empregam-se, em função do tipo de construção e dos materiais utilizados, diferentes tipos e modelos de colher de pedreiro. Numa ferramenta manual como a colher de pedreiro é difícil melhorar o produto, mas a BELLOTA foca-se continuamente na melhoria do produto, basicamente, na ergonomia do cabo para conseguir que não deslize da mão e que se possa trabalhar o mais comodamente possível. Uma ferramenta aparentemente simples, mas que transmite toda a força e o compromisso da marca.


Novos horizontes com o mesmo espírito


As cortadoras de azulejos da marca Bellota são cortadoras de ladrilhos que permitem efetuar cortes muito precisos e perfeitos. São muito duradouras e de alta qualidade, adaptam-se perfeitamente às cerâmicas de qualquer tamanho e fazem todo o tipo de cortes retos e diagonais.

A gama de cortadoras apresenta-se em cinco modelos diferentes: LEAN, TECH, PRO, FIT, POP e PASS, e cada uma delas apresenta diferentes características de uso dependendo do tipo de corte que se pretende realizar. Além disso, estão adaptadas aos vários tipos de profissionais que as vão usar.

Ver desenho da noticia Jornal dos Armazens 16

Compartilhe as novidades

RETORNA

Patrocinadores Premium

Schluter Systems
Emac
Spit
Propamsa
Tomecanic
Soprema